sábado, 13 de julho de 2013

HOLLYWOOD, WITHOUT YOU

  
Olhe para você:
flagelo do flagelo.
Hollywood não te quer,
não és bom, não és belo
nem nunca vais brilhar;
teu tudo não é nada,
tua cova te espera,
estrela condenada.
    

29 comentários:

  1. Hollywood, without you encontra-se na sessão INDESCULPAVELMENTE SUJO do e-book Os Teimosos e a Poesia do Contra (em co-autoria com D.Everson, Marcone Santos e Ane Montarroyos), disponível para download no blog.

    ResponderExcluir
  2. Limerique

    Fui eu prá Los Angeles, óliude
    Lá seria superstar, veri gude!
    Mas não vi saída
    Sou estrela caída
    Acreditar em utopia, como pude!

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto muito dessa condensação: é a imagem do nada, mas é ainda uma imagem, porque tem alguém que (se) olha: esta estrela conde... nada. Imagino-o ao espelho.

    ResponderExcluir
  4. Forte. "Estrela condenada" abre frestas para mil poemas.

    Beijos,

    ResponderExcluir
  5. Conheci figurantes já metidos a estrelas de Hollywood. Craques em ser claques, bestas de bastidores.

    ResponderExcluir
  6. Rapaz do contra... cheio de ideias... mas condenado... será mesmo?

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. A imagem de Hollywood como nada.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  8. Eu prefiro o cinema brasileiro, desde moleque, quando eu não entendia algumas doideiras que aconteciam...

    ResponderExcluir
  9. Sabe que AGORA eu tb prefiro o cinema brasileiro?
    Vc se condenou? Nem acredito!

    Um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  10. Fred, Hollywood, Ah, Holllywood!
    Importante foi vir aqui no teu sábado, Caju.
    Aos sábados, quando não venho aqui fico com a consciência pesadqa!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. Parafraseando o colega ali em cima: Estrela (de)cadente!

    Massa!

    ResponderExcluir
  12. Essa é mais uma cacetada do Fred, e bem dada. Amigo Fred, volta lá no meu blog, estou pedindo orientação para um problema. Meu abraço.

    ResponderExcluir
  13. é água fria na cara de quem ainda está dormindo. acorda!!!!

    cara, sábado só existe pq é de Caju
    bj grande. meu camarada

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Cada estrela com a Hollywood que merece. Ou não.

    ResponderExcluir
  16. Versão Hollywood do fracasso... Já bem alertou Blake: "Aquele cuja face não brilha jamais se tornará uma estrela."

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pelo texto :)

    Achei inspirador e verdadeiro, gostei.

    Obrigada por sempre passar no meu blog também!

    http://raquelconsorte.blogspot.com.br/

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Amigo Fred, já resolvi o problema do blog com o pessoal do Uol. Espero seu comentário para um pequeno texo publicado. Meu abraço.

    ResponderExcluir
  19. OH, GOD! O nome Hollywood só me leva ao cigarro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim falava Rauzito: "Eu procurei fumar cigarro hollywood,
      Que a televisão me diz que é o cigarro do sucesso.
      Eu sou sucesso! eu sou sucesso!
      No posto esso encho o tanque do meu carro
      Bebo em troca meu cafezinho, cortesia da matriz.
      "there's a tiger no chassis"..."

      Ilusões.

      Aquele abraço!

      Excluir
  20. Nem tão do contra assim, retrato de uma triste realidade!

    quem liga pra Hollywood? hahaha.

    adorei!

    beijos

    ResponderExcluir
  21. Nem todos podem ser estrelas.
    Se o fossem, ninguém seria estrela...
    Caro amigo, tem um bom resto de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  22. Apagou não é mais estrela, mas na mosca você sempre acerta!
    Abr., Fred,

    ResponderExcluir
  23. Dessas sacadas deliciosas que vêm de ti!

    Beijo

    ResponderExcluir
  24. "estrela condenada" foi ótimo, Fred!
    Boa semana.
    Grande abraço.
    Jefferson

    ResponderExcluir

Salve, salve, camarada!
O Sábados de Caju
escuta o que pensa cada,
podem contar quaisquer fatos;
se a prosa for prolongada:
tem a sessão de Contatos!