sábado, 15 de dezembro de 2012

HORTÊNSIAS AUSENTES


Eu cultivei versos
para colher flores,
eu pintei meus sonhos
com todas as cores,
pois era preciso
perder meus temores.

Os versos plantados
foram coloridos,
porém, os meus sonhos
não foram colhidos:
o monocromático,
assim, exibido.

Das flores que vi,
eu senti a ausência
da flor dos meus sonhos:
nenhuma hortênsia;
eu troco o final
pelas reticências.

Meu olhar distante
vaga no horizonte,
nenhum dos meus sonhos
brilharam no front:
fogem as hortênsias,
racham-se as pontes.

Sem flores nem cores,
resta o cinzento;
sem versos nem sonhos,
falta sentimento;
precisei plantar
flores no cimento...
    

27 comentários:

  1. Hortênsias ausentes encontra-se no e-book Contradições Coerentes, disponível para download no blog.

    ResponderExcluir
  2. Ofício de poeta, meu caro, plantar flores no cimento. E ela desabrocham...

    Beijos, Fred.

    ResponderExcluir
  3. Limerique

    É um vasto jardim de sentimentos
    Onde floresce do rosa ao cinzento
    Cores brilham na terra
    Já, sem adubo, é guerra
    Aquelas mortiças nascem no cimento.

    ResponderExcluir
  4. Limerique

    Tu somente das flores lança sementes
    Flores nascem consoante o que sentes
    Tão mais alegres
    Se tu as regues
    Mas se triste estás, hortênsias ausentes.

    ResponderExcluir
  5. A sina de todo poeta é plantar flores nos lugares mais secos, lugares sem vida!!!

    bjos

    ResponderExcluir
  6. E quão tolas seriam as flores, para se renderem aos encantos de um poeta, seja qual for a dureza do terreno?

    Mais uma belezura em verso e cor... e cheiro de flor.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. O poema é lindo. Muito.

    Beijo, beijo meu.

    ResponderExcluir
  8. Adoro como soa tua a poesia, e como termina tbm. Bom fds, querido!

    ResponderExcluir
  9. É dessa atitude q nascemo bons frutos. E as flores!

    Vital, Caju!

    ResponderExcluir
  10. Um dia,todos estaremos de olhos fechados, imersos em flores,recendo a despedida daqueles que nos amam

    ResponderExcluir
  11. Que lindos versos, Fred! E que as flores floresçam coloridas não importa onde você as plante.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  12. No espelho do tempo
    a pedra há de florir.

    abs

    ResponderExcluir
  13. E olha que estamos em plena primavera...
    mas como há dias de chuva
    que nosso guarda-chuva
    é todo o sol amarelo
    também ha dias de sol
    que mais parece um flagelo

    Muitas flores e poesia pra ti no próximo ano!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  14. um poema faz milagre, até brotar do cimento.
    bj, meu queridão

    ResponderExcluir
  15. O poeta faz brotar flores
    Nos terrenos mais inférteis!

    ResponderExcluir
  16. Poesia de desalento,
    faz brotar até flor em meio ao cimento.

    Lindo como sempre, tudo aqui.

    ResponderExcluir
  17. Aêêêêê! Gostei!

    Flores no cimento... fui surpreendida e amo isso!

    Beijos, Caju!

    ResponderExcluir
  18. Andei por longe, não foi culpa minha, mas do trabalho. Muita correria no fim de ano. As coisas se ajeitam, né!
    Sem solidão, sem dor, sem cor, assim são os dias e noites do poeta. Seus sonhos serão todos vividos através do que escreve pelo leitor que dele empresta a emoção. Adorei o poema! Abraços.

    ResponderExcluir
  19. oi camarada

    ficou muito boa a musicalidade desse poema, legal a rima com "front", show de bola!

    ResponderExcluir
  20. Sempre bom demais ler-te! (Fred, desejo a vc e todos os seus Boas Festas e muitas alegrias em 2013)

    ResponderExcluir
  21. Limerique

    A você Fred, poeta sensorial
    Que nos ilustra no espaço virtual
    Neste mês de dezembro
    Enquanto ainda lembro
    Tenha boas festas e um feliz Natal!

    ResponderExcluir
  22. Caro amigo

    Que neste Natal,
    diante das pessoas que amamos,
    possamos ofertar a elas,
    o melhor presente
    que desejassem receber:
    Nossa vida...
    Nosso carinho...
    Nosso coração.

    Para quem crê na vida,
    Natal se faz a cada dia.
    Que assim seja o Natal
    Em tua vida.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  23. Olá Fred,querido amigo, teu sonho virá!
    Pois há um momento certo para ele se realizar!

    Feliz Natal e que as bençãos do Menino Jesus
    lhe cubra de bençãos, em alegrias, amor, saúde e paz!!

    PS:- Há no meu blog um presente, um Selo de Incentivo a Leitura,
    pegue o seu e trago para cá.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Salve, salve, camarada!
O Sábados de Caju
escuta o que pensa cada,
podem contar quaisquer fatos;
se a prosa for prolongada:
tem a sessão de Contatos!