sábado, 10 de março de 2012

F_LT_ UM_ VOG_L

Percebi que meu orgulho
ficou perdido no céu:
no corrente mês de julho,
decidi ser muito cruel.

Tudo é incerto,
porém, vou viver
como julgo certo;

tenho que vencer,
finjo ser esperto
ou posso morrer.

Serei menos orgulhoso
— se próximo do meu fim —,
pois pode ser proveitoso
esquecer isso de mim.
      

25 comentários:

  1. F_lt_ um_ vog_l encontra-se-á no e-book Lâmina de 3 Gumes, em breve disponível para download no blog.

    ResponderExcluir
  2. Fred,
    Mais uma vez você colocou lirismo num sábado que promete ser muito quente e sem conteúdo. Abraços, JAIR.

    ResponderExcluir
  3. belo, belo (o fingir tem outro olhar),


    abraço

    ResponderExcluir
  4. Parabens sempre a poesia resolve tudo
    abraços Fred

    ResponderExcluir
  5. falta uma vogal?
    mas
    o poema
    vive
    respira com
    soante


    .


    abraços!

    ResponderExcluir
  6. Um poema sem "a", só ais. Que bonito isso!
    Bjo, Fred!

    ResponderExcluir
  7. interessante soneto esse.
    complexamente simples.

    abração e avante!

    ResponderExcluir
  8. B_n_t_ d_m__s! N__ p_r v_g__s f__ _m_ d_ c_c_t_!

    ResponderExcluir
  9. Sempre f_lt_ _lgo, n_o, é? rsrsrs E é essa falta que nos move e nos faz escrever poesias! Sempre encontro ótimas poesias aqui. Bjs.

    ResponderExcluir
  10. _dorei!!Rsrsss

    Coragem e ponderações, andam juntas, enfim...

    Beijos,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  11. fingir ser esperto para não morrer.
    gostei disso!
    no fundo, fingindo que se é, se acaba sendo. ;)

    ResponderExcluir
  12. Tô p_ss_d_ com _ s_c_d_!! _mo cois_ que f_l_ qu_ndo f_lt_!

    ResponderExcluir
  13. Às vezes é preciso fazer uso do desprendimento, de orgulhos, conceitos e até mesmo de vogais.

    Bjo

    ResponderExcluir
  14. B_ _!!
    P_rd_r t_mb_m _ g_nh_r!

    Beijinho
    L_ur_ _lb_rt_

    [ufa custou escrever assim]

    ResponderExcluir
  15. Muito bom!
    O poeta sempre um fingidor ...
    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Caro amigo

    Penso que a vida
    encontra o seu sentido
    ao retornar
    as coisas simples...


    Desejo que a alegria
    faça folia em sua vida.

    ResponderExcluir
  17. acho bom deixar vogais por aí, muito bom por sinal!

    ResponderExcluir
  18. Caju, amei!!!
    A começar pelo título, quanto significado! A ausência de todas as vogais associadas ao título do poema " Falta uma vogal" foi fantástica! Ainda mais sabendo que as vogais são os elementos de ligação das sílabas e por consequência a sua omissão, revela quanta ausência de sentimentos fundamentais ao ser humano.

    Parabéns!! Ficou maravilhoso e eu? maravilhada!!!!

    Beijo

    ResponderExcluir
  19. Bom final de semana.
    Aguardo uma visita sua...
    Abraços,
    Ana Lúcia (Cores da Vida...)

    ResponderExcluir
  20. Gamei !! Fazia um tempo que não passava aqui, valeu a pena voltar..bjs

    ResponderExcluir

Salve, salve, camarada!
O Sábados de Caju
escuta o que pensa cada,
podem contar quaisquer fatos;
se a prosa for prolongada:
tem a sessão de Contatos!