sábado, 28 de janeiro de 2012

CRÍTICAS


Conheço minhas virtudes
e não preciso, nem quero
que sejam anunciadas.

Conheço meus defeitos,
mas não o suficiente,
preciso e quero ouvi-los.
    

37 comentários:

  1. Críticas encontra-se no e-book Tantos Problemas, disponível para download no blog.

    ResponderExcluir
  2. Fred, tive a ligeira impressão
    de tê-lo visto no bar do
    'Burburinho' na noite de quarta.
    Fosses tu mesmo?

    Andei sentindo muito a sua
    ausência repentina.
    Agradecida pelas mensagens;
    Saudade!

    ResponderExcluir
  3. Que sejamos sempre aprendizes
    e ouvintes, salientando
    que defeito para uns,
    pode não ser para outros!
    -

    Obrigada pela ajuda!

    ResponderExcluir
  4. Ah, e no fundo, Fred, defeitos e virtudes são faces de uma mesma moeda, o mesmo potencial utilizado de formas diferentes. Quando falamos de um estamos, de algum modo, falando do outro.

    Beijão,

    ResponderExcluir
  5. Defeitos e virtudes.Andam sempre juntos. Como de mãos dadas. Uma sempre aprendemos um com a outra. Sempre.Belas palavras. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. Os meus defeitos
    Alguma vez desfeitos
    Mudam meus jeitos

    ResponderExcluir
  7. Nada mais útil e difícil do que ouvir sobre nossos defeitos com os ouvidos bem abertos!

    Muita Paz, cajuíno amigo!

    ResponderExcluir
  8. criticas construtivas sim, essas são bem vindas!

    beijos

    ResponderExcluir
  9. Quanta humanidade, Cajueiro meu! Bj imenso

    ResponderExcluir
  10. Caro amigo

    E no escutar,
    reside a essência
    do aprender.


    Que a chama da alegria
    esteja sempre acesa em ti.

    ResponderExcluir
  11. isso é experiência!
    sapiência que se adquire com auto-observações ou desse modo mesmo como vc sugeriu...

    obrigada pela visita!
    volte mais; eu voltarei aqui! :)

    ResponderExcluir
  12. Defeitos existem aos montes, e eles só podem ser remediados se estivermos aptos a descobri-los. :)
    Obrigada pela visita, gostei daqui e voltarei.

    ResponderExcluir
  13. autocrítica? pode deixar, os defeitos gritam!

    bom voltar aqui!

    ResponderExcluir
  14. ouvir o que se escapa de nós mesmos pelos outros: alteridade


    abraço

    ResponderExcluir
  15. Ouvindo os defeitos podemos tentar ser melhores.Parabéns.

    ResponderExcluir
  16. É preciso coragem para gostar de ouvir os defeitos... Mas isso pode contribuir para que sejamos melhores.
    Belo poema, gostei.
    Um abraço, caro amigo.

    ResponderExcluir
  17. Quem dera que existisse mais gente com esta linha de pensamento!
    Muito bom poema!

    ResponderExcluir
  18. Prezados amigos,

    A coluna Haicais de Domingo(http://poetasdemarte.blogspot.com)parece não estar atualizando.

    Visite-nos mesmo assim. A entrevista dessa semana é com Raul Motta.

    Desde já agradeço a presença de vocês!

    Muita Paz!

    ResponderExcluir
  19. E o que seria de nós sem o olhar do "outro", não?!

    ResponderExcluir
  20. Bonita atitude, a que esse poema traduz.

    Beijo pra você.

    ResponderExcluir
  21. Ui!

    Um homem de palavra é sempre corajoso.

    Beijo

    ResponderExcluir
  22. O tempo todo julgamos e ao mesmo tempo estamos sendo julgados.
    Imanente defeito que nunca nos libertamos. (esses humanos!)

    Abraços!

    ResponderExcluir
  23. dos meus defeitos quero estar cada vez mais próxima.

    ResponderExcluir
  24. Ver nos defeitos a oportunidade...

    ResponderExcluir
  25. posto que hoje em dia é tão difícil encontrar alguém que meta o dedo na ferida e jogue na cara algumas verdade que precisam se ouvidas, não é mesmo?

    bjs!

    ResponderExcluir
  26. quando não ouvimos nossos defeitos, estamos perdendo virtude. aqui, as críticas e reflexões emergem da poesia.

    abraço, fred!

    ResponderExcluir
  27. Conheço os defeitos de mim..
    É sempre bom ouvir.
    Melhorar só com muita
    paciencia,
    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Foi bastante didático...!! Assim que aprendemos a melhorar...

    Beijos,

    ResponderExcluir
  29. Muita gente só quer ouvir falar das virtudes. E os defeitos... só aumentam.

    bjs

    ResponderExcluir
  30. Isso é que é humildade. Parabéns, Fred. Um beijo!

    ResponderExcluir
  31. Sei mais dos meus defeitos
    do que das minhas virtudes,
    o resto é poesia.

    ResponderExcluir
  32. Compartilho com seu pensamento, grande Caju!
    Abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  33. Gostei muito. Todos devíamos ser assim. Abraços

    ResponderExcluir
  34. Falar de minhas qualidades? Não,obrigada, soa bajulação; falar de meus defeitos? Não, eu os descubro, o mérito será meu e assim mantenho uma boa convivência.

    bjs
    Tais Luso

    ResponderExcluir

Salve, salve, camarada!
O Sábados de Caju
escuta o que pensa cada,
podem contar quaisquer fatos;
se a prosa for prolongada:
tem a sessão de Contatos!