sábado, 1 de outubro de 2011

QUERO A CERVEJA DA TV!

Aqui o mercado de tudo é capaz:
colocam uma galega que é demais
em uma tanguinha fio-dental,
fazem um excelente comercial.
Adivinhem para que? Ora veja,
simplesmente para vender cerveja!
E eu ainda tenho a esperança
de achar aquela praia sem criança
para saborear minha espumosa
acompanhado de uma gostosa
com a praia sempre limpa e cheia,
onde é proibido gente feia;
ou então de encontrar um bar
igual ao da TV, bebe-se sem pagar!
Isso não é conversa de embriagado,
se me compreendeu, muito obrigado!
Mas se você não me entendeu...
Neste caso o problema não é meu.
    

17 comentários:

  1. Quero a cerveja da TV! encontra-se completo no e-book Tantos Problemas, disponível para download no blog.

    ResponderExcluir
  2. uma cervejinha é bom demais.
    é sempre muito bom vir aqui.

    ResponderExcluir
  3. a cerveja da TV é só pra homem, não quero. Já a cerveja da TV da poesia muito me agrada.

    ResponderExcluir
  4. e eu quero o BigMac da foto. :)

    beijo

    ResponderExcluir
  5. ahushaushau
    a falsa realidade dos comerciais é hilária!!
    adoreiii, bjoo

    ResponderExcluir
  6. Hey hehe
    poema refrescante!!!!
    muito bom, adorei!!

    ResponderExcluir
  7. encontrar aquele lugar sossegado e nada pra fazer.... Bom demais


    beijos

    ResponderExcluir
  8. Hahaha...

    Sempre é bom vir-rir-pensar aqui!!!

    Beijos =)

    ResponderExcluir
  9. eu quero tanto tanta coisa que só existe na tv, quero viver de simulacro


    abraço

    ResponderExcluir
  10. Enquanto isso..., vai sonhando junto com a que tem prá tomar... Pode ajudar.
    Um abraço,

    ResponderExcluir
  11. Cancionadíssimo estes seus versos. Gostei!!

    ResponderExcluir
  12. Bem que lhe entendo!
    Fico com a cerveja, a praia limpa e o bar de graça! Sem a galega.

    ResponderExcluir
  13. Como assim não te entender? Claro e lucído! E cá cheguei no domingo do Caju...
    Beijos,

    ResponderExcluir
  14. As coisas vendidas na TV vendem na verdade uma idéia e a idéia nunca vem junto com as coisas quando vamos comprá-la no mercado. Adorei!

    ResponderExcluir
  15. Muito bom Fred, seu estilo é peculiar.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  16. Fred, Fred, meu defensor de gênero predileto.

    ResponderExcluir

Salve, salve, camarada!
O Sábados de Caju
escuta o que pensa cada,
podem contar quaisquer fatos;
se a prosa for prolongada:
tem a sessão de Contatos!