sábado, 4 de setembro de 2010

HAICAI DE 24 HORAS

Minha lua começa,
literalmente falando,
no fim do meu sol.
    

15 comentários:

  1. Originalmente publicado em: Lacunas do Tempo (28/04/2010).

    Haicai de 24 horas encontra-se no e-book Contradições Coerentes, em breve disponível para download aqui mesmo no blog.

    ResponderExcluir
  2. Movimento de rotação; em dia com todas as letras.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. OLha, mandar logo um haicai é me trair a conviança - pois direi mais uma vez que sou fã desses poemas - ai aparece um engraçadinho e diz: só fala isso por que é amigo dele, e adora um haicai. Tá aí o que é ser crucificado pelo mal que eu não fiz. Mas eu já tenho dito há anos: sinceridade é um defeito. kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Minha lua mingua ao lado de uma estrela. Ou renova-se? Não importa. É em Canoa.

    ResponderExcluir
  5. e vc devia estar. canoa.
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. O Sol e a Lua coabitam a minha pele, sem princípio nem fim.

    Beijo,
    Ane

    ResponderExcluir
  7. o ciclo natural de quem é vivo virou poesia

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Sou de sol, mas gostei dessa tua lua.
    =)

    Fico feliz por eu ter encontrado este teu lugar.

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Massa mesmo é quando eles se encontram, sol e lua, literariamente...

    Adorei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. principalmente quando o dia é escuro...

    ResponderExcluir
  11. Teu blog é fabuloso, meu caro.
    Só coisa boa por aqui.
    A gente chega e fica.
    (e muito obrigado pela tua visita. abraços)

    ResponderExcluir

Salve, salve, camarada!
O Sábados de Caju
escuta o que pensa cada,
podem contar quaisquer fatos;
se a prosa for prolongada:
tem a sessão de Contatos!